Participe das Iniciativas

O SulAmérica Saúde Ativa foi feito para você! Por isso trazemos iniciativas
para uma vida mais saudável, que oferecem cuidados por completo.

Iniciativa desejada

Dados pessoais

/ /
-
*Campos obrigatórios

As Iniciativas Saúde Ativa estão disponíveis para os Segurados SulAmérica Saúde. Para conhecê-las, clique em Pra Você > Iniciativas.

Se preferir, entre em contato via e-mail saudeativa@sulamerica.com.br ou pela Central de Atendimento
SulAmérica 0800-970-0500 para tirar suas dúvidas ou participar da iniciativa.

Recebemos seu interesse em participar do Saúde Ativa! Em breve entraremos em contato.
OK

Matérias



Como se proteger da próxima temporada de gripe Bem Estar

Home > Matérias > Bem Estar > Como se proteger da próxima temporada de gripe

vacinaçãoComo se proteger da próxima temporada de gripe

 

Vírus que provocou o pior surto de gripe da última década nos EUA já chegou ao Brasil; vacinação nacional começa no fim do mês

 

Durante as estações mais frias do ano, é comum o aumento de casos de gripe, já que com as baixas temperaturas as pessoas se mantêm em locais fechados e pouco ventilados, aumentando a circulação de vírus e bactérias. Por esse motivo, as autoridades brasileiras de saúde já estão em alerta quanto à possibilidade de surtos de alguns subtipos da doença, como o H1N1 e H3N2.

 

Esse último vírus infectou mais de 47 mil norte-americanos na última temporada de inverno do país e já ameaça o Brasil. Alguns estados registraram recentemente os primeiros casos doença, e duas mortes foram confirmadas na cidade de Taubaté, no interior paulista, no final de março.

 

Assim como o H1N1, o H3N2 é uma variante do vírus influenza e pode levar à forma grave da gripe. De acordo com dados recentes da Organização Mundial Saúde, a gripe mata mais de 650 mil pessoas todos os anos e está associada a altas taxas de hospitalizações e complicações como pneumonia.

 

Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe

 

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe, promovida pelo Ministério da Saúde, tem previsão para começar na 2ª quinzena de abril em todos os postos públicos de saúde. A vacina disponibilizada terá eficácia contra os seguintes subtipos do vírus influenza: A/H1N1; A/H3N2 e influenza B.

 

A composição da vacina da gripe é definida anualmente pela Organização Mundial da Saúde (OMS), de acordo com as cepas virais que mais circulam em cada país. Como o vírus influenza sofre mutações constantes, é necessário que essa reformulação vacinal ocorra todos os anos.

 

Do que é feita a vacina da gripe

 

A vacina da gripe é composta por diferentes fragmentos do vírus influenza inativado. Portanto, a imunização não tem como causar a doença.

 

Quem deve tomar

 

A vacina oferecida no sistema público de saúde é direcionada apenas para:

 

  • Gestantes

  • Mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias

  • Crianças de seis meses a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias)

  • População indígena

  • Idosos a partir dos 60 anos

  • Funcionários da área da saúde

  • Presos e funcionários do sistema prisional

  • Portadores de doenças crônicas, como diabetes e asma

  • Professores de escolas públicas e privadas

 

Se você não faz parte do grupo de risco, mas gostaria de se imunizar, é possível tomar a vacina em clínicas particulares. Ao contrário da rede pública, que oferece a versão trivalente da imunização, esses locais costumam aplicar a quadrivalente, um tipo de vacina que inclui uma cepa a mais do vírus em sua composição, reforçando a proteção contra a gripe.

Voltar